Hipertensão: Benefícios das leguminosas e Oleaginosas

Hipertensão: Quais os ganhos das leguminosas e oleaginosas a Saúde?

308 ricas em ferro calcio magnesio article gallery 1 - Hipertensão: Benefícios das leguminosas e Oleaginosas

Hipertensão: A Pressão alta transformou-se numa epidemia no mundo moderno. Estudos mostram que cerca de 50% dos adultos acima de 50 anos são hipertensos e, infelizmente, esse número não para de crescer.

Pessoas com pressão arterial elevada estão mais propensas a apresentar comprometimentos vasculares, tanto cerebrais, quanto cardíacos, porque na hipertensão ocorre o estreitamento dos vasos.

Por causa dessa vasoconstrição, o coração precisa fazer mais força para bombear o sangue, fica hipertrofiado e a circulação sanguínea é comprometida.

Vasos mais estreitos também são responsáveis por menor fluxo de sangue no cérebro. A hipertensão é um mal silencioso.

A ausência de sintomas retarda o diagnóstico que, muitas vezes, é feito quando as complicações já estão instaladas. A única maneira de saber se a pessoa apresenta o problema é medir sua pressão com certa regularidade.

 

Nem os jovens estão livres dessa doença. Por isso, os pediatras medem a pressão arterial das crianças nas consultas de rotina. Conheça agora alguns alimentos que auxiliam no combate dessa condição clinica:

Oleaginosas: A relação entre elas e o controle da hipertensão ainda gera bafafá. No entanto, em um recente ensaio clínico com mais de 7 mil pessoas, o uso delas, sobretudo as nozes e de outras oleaginosas, como amêndoas e avelãs, ajudou, sim, a evitar os picos de pressão.

Provavelmente porque são cheias de polifenóis e de ácido alfa linolênico, uma versão do ômega-3”, especula o estudioso Emilio Ros, da Universidade de Barcelona, na Espanha. Cabe frisar que os pacientes estudados seguiam a dieta mediterrânea, abastecida de outros itens saudáveis.

Leguminosas: Leguminosas Experts da Universidade de Toronto, no Canadá, recrutaram portadores de diabete do tipo 2 para comer uma xícara diária de leguminosas, a exemplo do feijão.

Ou seja, nenhum sacrifício. Surpreendentemente, a intervenção não só melhorou os níveis de açúcar correndo pelo sangue como também aliviou as artérias tensionadas.

“O feijão possui baixo índice glicêmico, prevenindo os picos de glicose. Com isso, também fica mais fácil controlar a pressão”, raciocina Camila Torreglosa, nutricionista do Hospital do Coração, na capital paulista.

Dica: Ao preparar o feijão, abra mão de temperos industrializados, lotados de sódio.

Experimente refogá-lo com alho e cebola e adicionar ervas.

Lembre-se, as leguminosas e oleaginosas devem fazer parte da sua alimentação diária. Sua saúde agradece!

Hipertensão
Hipertensão

Hipertensão: Benefícios das leguminosas e Oleaginosas
2.7 (53.33%) 3 votes