Compressas quentes ou Frias: Quais delas devemos Usar?

Compressas quentes ou frias: Como selecionar a melhor opção para nossas dores?

compressa 03 600x263 - Compressas quentes ou Frias: Quais delas devemos Usar?

Compressas quentes ou Frias: Se você tem dúvida de quando utilizar gelo ou compressa quente, quando está machucado ou quando está com dor, seus problemas acabaram!

No post de hoje vamos te ensinar de uma vez por todas, o que é melhor para cada situação.

O gelo vai ser utilizado para qualquer trauma agudo. Ou seja, pancadas, quedas, torções, ou mesmo distensões musculares.

Ou então, para processos inflamatórios agudos, como por exemplo as fascites, tendinites ou uma dor de dente. O frio causa a vasoconstrição, ou seja, ele diminui o calibre dos nossos vasos e assim, as células do processo inflamatório tem uma maior dificuldade em chegar na região que foi afetada, principalmente onde está sendo aplicado o gelo.

Essas células do processo inflamatório são responsáveis por causar o inchaço, a dor e a vermelhidão no local, todos os sintomas que você quer evitar naquela hora do trauma agudo. O gelo também tem a capacidade de adormecer as nossas terminações nervosas, que temos na pele.

Ou seja, ele causa um efeito analgésico, uma certa anestesia, diminuindo a dor que você está sentindo. Então, as suas principais vantagens são: diminuir a dor, o inchaço e o processo inflamatório.

Compressas de gelo, sejam estas de farmácia que são de gel ou aquelas feitas em casa mesmo, com os cubinhos de gelo devem ser utilizados por no máximo 15 minutos, porque mais do que isso você pode queimar a sua pele e piorar o problema.

E lembre-se sempre, utilize sempre uma toalhinha ou um paninho, algo que fique entre a bolsa e a sua pele. Assim, você também já ajuda a prevenir possíveis queimaduras causadas pelo gelo na sua pele

Você pode utilizar várias vezes durante o dia. É só dar um intervalo de uns 30-40 minutos, entre uma aplicação e a outra.

Inclusive, é recomendado que você faça isso, principalmente se for uma lesão que acabou de acontecer. Os estudos mostram que a aplicação do gelo num período de até seis horas após ter acontecido a lesão permite diminuir consideravelmente os efeitos dessa lesão.




Já as compressas quentes vão ser utilizadas para problemas musculares (que não sejam agudos, que seriam casos de usar as compressas com gelo), como por exemplo: as contraturas musculares, as tensões musculares, ou seja, uma dor na lombar, um torcicolo ou até mesmo as cólicas.

As compressas quentes, ao contrário das frias, causam vasodilatação, aumentando o calibre dos vasos sanguíneos. Com isso, mais células vão chegar naquela região onde está sendo aplicado a compressa, que são as regiões musculares. Então, você vai auxiliar o processo de reparação, cicatrização e oxigenação dos seus músculos.

Assim as suas principais vantagens são: a diminuição da dor e o relaxamento muscular. A compressa quente deve ser aplicada por pelo menos 30 minutos, e também pode e deve, ser aplicado várias vezes durante o dia.

Basta você dar um intervalo de uma hora entre uma aplicação e outra. Em caso de inflamações crônicas, como por exemplo, a artrite reumatoide, ou uma artrose, o calor normalmente é mais benéfico. Ele alivia mais a dor.

Nesses casos de inflamações crônicas, outra grande possibilidade seria fazer os contrastes, que é a aplicação das duas técnicas, tanto gelo quanto o calor. Ou seja você vai alternar a aplicação de um e outro.

Você aplica o calor por cinco minutos, e o frio por 3, e vai alternando entre esses dois durante três vezes, três ciclos, ou seja o calor-frio, calor-frio, calor-frio, respeitando sempre essa ordem, inicie com o calor, finalize com o frio.

Assim, você vai ter os benefícios das duas técnicas. Mas lembre-se, em casos de dores constantes, procure auxilio de um médico. Sua saúde agradece!

Compressas quentes ou Frias
Compressas quentes ou Frias
Compressas quentes ou Frias: Quais delas devemos Usar?
4.9 (97.14%) 7 votes